A primeira grande produção do cinema japonês ocorreu em 1913 e, desde então, conforme foi evoluindo, ganhou filmes japoneses notáveis, admirados em todo o mundo.

E se engana quem pensa que as produções do país se baseiam somente em histórias de samurais, ou filmes de ação. Algo que é muito comum nos longas japoneses é justamente a exploração de temas complexos, retratados de forma muito peculiar e criativa.

Confira a lista com alguns filmes japoneses imperdíveis divididos nos seguintes gêneros:

  1. Filmes japoneses de drama
  2. Filmes japoneses de animação
  3. Filmes japoneses de terror
  4. Filmes japoneses de romance

Filmes japoneses de drama

Filmes japoneses de drama
(IMDb/Reprodução)

O cinema japonês possui ótimos filmes de drama, com obras que conseguem ser executadas com grande sensibilidade. A lista conta com alguns clássicos e outros longas lançados depois dos anos 2000.

Pais e Filhos | Soshite chichi ni naru (2013)

Ryota é um grande homem de negócios, porém é obcecado por dinheiro e sucesso. Sua vida sofre uma reviravolta quando ele descobre que seu filho foi trocado na maternidade e que está criando o filho de outro homem há seis anos.

Ryota e sua esposa ficam divididos entre continuar com o garoto que criaram durante anos ou aquele que é seu filho biológico.

Depois da Vida | Wandafuru raifu (1998)

Depois que as pessoas morrem, elas passam uma semana com conselheiros a fim de escolherem uma lembrança que será única que poderão levar para a eternidade.

Os mortos devem descrever a memória para que uma equipe possa filmá-la e assim ela será exibida para todo o sempre.

Quando 22 mortos chegam na mesma semana, eles são designados para três conselheiros e um estagiário, mostrando as consequências da recordação humana de uma forma muito bonita.

Shara | Sharasôju (2003)

A família Aso vive na cidade velha de Nara. Durante um festival de verão no local, Kei, um dos gêmeos família, desaparece misteriosamente.

Cinco anos após o desaparecimento de Kei, seu irmão Shun ainda não superou o acontecido. Com 17 anos, ele estuda artes e tem uma estranha relação com sua amiga de infância Yu, que o ajuda a seguir em frente.

Eureka | Yurîka (2000)

Um assassino louco sequestra um ônibus e promove um massacre dentro dele, deixando apenas três sobreviventes: Makoto, o motorista, Kozue, uma estudante, e seu irmão mais velho, Naoki.

Depois de algum tempo o motorista deixa a cidade onde tudo aconteceu e descobre que sua esposa o abandonou, enquanto os irmãos são abandonados pela mãe e mandados a um orfanato.

Makoto decide voltar à cidade, tira os adolescentes do orfanato e os três criam um vínculo que não possuem por mais ninguém.

Juntos, eles embarcam em uma jornada para encontrar o verdadeiro significado da vida, que foi perdido por causa do trauma, enquanto um serial-killer está a solta.

Os Sete Samurais | Shichinin no samurai (1954)

Durante a era Sengoku, no século XVl, os samurais estavam com seus dias contatos por causa do desprezo de seus senhores.

Quando Kambei, um guerreiro veterano, porém sem dinheiro, chega em uma aldeia que foi saqueada por ladrões e assassinos, os moradores do local pedem sua ajuda para lidar com o problema.

Kambei então recruta 6 ronins, que são guerreiros samurais sem mestres, e os homens aceitam ensinar os moradores do vilarejo a se defenderem em troca de comida. Uma grande batalha se encaminha quando dezenas de bandidos invadem a aldeia.

A Partida | Okuribito (2008)

Desempregado após dissolução da orquestra em que trabalhava por causa do pequeno público que comparecia as apresentações, o violoncelista Daigo Kobayashi decide morar com sua esposa Mika em sua cidade natal.

Em busca de emprego, ele responde a um anúncio com uma vaga bem remunerada acreditando se tratar de um cargo em uma agência de viagens. Porém ele é surpreendido ao descobrir que o emprego é, na verdade, em uma funerária e consiste em preparar o corpo dos mortos para uma última despedida.

Inicialmente ele fica relutante, mas acaba aceitando o emprego por causa do dinheiro. Ele esconde o novo trabalho da esposa, mas aos poucos começa a entender a importância do que faz.

O Garoto Toshio | Shônen (1969)

Esse é um dos filmes japoneses inspirados em um caso real, e se passa no outono de 1966, mostrando a vida de um casal com dois filhos que praticou várias vezes um golpe pelas estradas do Japão.

A farsa consistia em se jogar na frente de um automóvel e simular um atropelamento a fim de extorquir o dinheiro dos motoristas para não darem queixa à polícia.

O longa mostra as dificuldades do dia a dia da família e a fragilidade das crianças que vivem de um lado para o outro com um pai abusivo.

Filmes japoneses de animação

Filmes japoneses de animação
(IMDb/Reprodução)

Um dos pontos mais fortes do cinema japonês com toda certeza são seus filmes animados, que possuem elementos muitas vezes não encontrados nem mesmo nos filmes da Disney.

Sejam baseados em mangás ou em roteiros originais, algumas animações são simplesmente surpreendentes.

Your Name | Kimi no na wa (2016)

A história gira em torno de dois personagens: Taki, um garoto do ensino médio que mora em Tóquio, Japão, e tem um trabalho de meio período em um restaurante da cidade; e Mitsuha, uma garota, também do ensino médio, que vive em uma área rural do Japão, mas tem o sonho de se mudar para a cidade grande.

Um dia eles começam a trocar de corpos a cada vez que dormem, e precisam arrumar uma maneira de se comunicarem, buscando que um aprenda a administrar a vida do outro.

Quando eles se encontram fisicamente, Taki descobre um segredo que o levará a uma corrida contra o tempo para salvar alguém querido.

Your Name é um dos melhores filmes japoneses dos últimos anos.

A Viagem de Chihiro | Sen to Chihiro no kamikakushi (2001)

Chihiro, uma pequena garotinha de 10 anos, e seus pais estão de mudança. No caminho para a nova casa, o pai da menina decide pegar uma atalho e eles acabam encontrando um parque abandonado.

O parque na verdade é um local encantado, habitado por diversas criaturas. Lá, Chihiro conhece Haku, um menino com habilidades mágicas.

Buscando salvar seus pais e mantendo a esperança de voltar para casa, Chihiro deve confiar nos sábios conselhos de Haku.

Princesa Mononoke | Mononoke-hime (1997)

Quando o demônio deus-javali estava deixando a floresta em direção ao vilarejo dos Emishi para destruí-lo, o valente príncipe Ashitaka resolve enfrentá-lo com o objetivo de salvar seu povo.

O jovem consegue derrotar o monstro, porém acaba sendo amaldiçoado, e parte em uma jornada para o oeste em busca de uma cura.

Sem saber que está acontecendo uma guerra entre os deuses animais e os mineradores no oeste, ele acaba se envolvendo no conflito, onde conhece a jovem San, princesa Mononoke, que foi criada pelos deuses-lobo e odeia os humanos.

Ashitaka tenta conter a guerra, mas acaba tendo que ajudar San para impedir que os humanos acabem com a floresta.

Meu Amigo Totoro | Tonari no Totoro (1988)

A pequena Satsuki e sua irmã mais nova Mei se mudam para o campo com seu pai a fim de ficarem mais perto de sua mãe que está hospitalizada.

Em sua nova casa as irmãs conhecem os Totoros, adoráveis criaturas que só podem ser vistas pelas crianças.

Quando Mei tenta visitar sua mãe por conta própria, ela acaba se perdendo na floresta, fazendo com que o grande Totoro parta em sua busca a fim de ajudá-la a voltar para casa.

Akira (1988)

Kaneda é um jovem que lidera uma gangue de motoqueiros em Tóquio no ano de 2019. Ela é chamada de Neo-Tokyoque, e foi construída depois de a original ter sido destruída na terceira guerra mundial.

Ao se confrontar com outra gangue que invadiu o seu território, um dos membros da gangue, Tetsuo, acaba sozinho e é sequestrado pelas forças do governo.

Tetsuo passa por experiências que tem como objetivo desenvolver poderes paranormais nele. Como resultado, ele acaba enlouquecendo, mas adquire poderes que o igualam ao lendário Akira, dando início ao temor de uma nova destruição.

Da Colina Kokuriko | Kokuriko-zaka kara (2011)

Umi é uma dolescente que vive em uma colina com vista para o porto de Yokohama. Seu pai desapareceu em alto-mar, e desde então a garota ergue duas bandeiras no quintal de casa como uma mensagem.

Os sinais ficam conhecidos por todos os jovens do bairro, se tornando um artigo no jornal do campus escrito por Shun, que acaba se aproximando de Umi, iniciando um relacionamento com ela.

Tudo ia muito bem, mas quando os dois descobrem um segredo sobre seus passados, tanto a história de amor quanto a amizade deles ficam ameaçadas.

O Mundo dos Pequeninos | Kari-gurashi no Arietti (2010)

Arrietty e sua família são seres pequeninos que moram em uma antiga casa e sobrevivem roubando a casa dos humanos, fazendo com que a culpa caia sobre os gatos e ratos para que eles continuem escondendo seu segredo.

As coisas mudam quando o jovem Shawn se hospeda na casa e descobre a existência de Arrietty. Eles se tornam amigos, mas o segredo dos pequeninos fica em risco.

Koe no Katachi (2016)

Além de Kimi no na wa, outra grande surpresa na indústria de filmes japoneses de animação nessa década foi Koe no Katachi.

Ele conta a história de Nishimiya Shoko, uma aluna que está cansada de sofrer bullying por ser deficiente auditiva.

Transferida para uma nova escola, a garota passa por constantes zombamentos dos colegas, principalmente por parte de Ishida Shouya, um garoto problemático, fazendo com ela tenha que mudar novamente de colégio.

Por causa disso, Ishida acaba sem amigos e cai em esquecimento, ficando isolado. Anos mais tarde, após se arrepender por suas ações, Ishida reencontra Nishimiya, e dessa vez está disposto a obter redenção.

Filmes japoneses de terror

Filmes japoneses de terror
(IMDb/Reprodução)

Apesar de o ponto mais forte dos japoneses serem as animações e dramas, eles também se dão bem em outros gêneros, e possuem alguns filmes de terror extremamente assustadores; confira alguns!

Água Negra | Honogurai mizu no soko kara (2002)

Yoshimi Matsubara, uma mulher que se divorciou há pouco tempo, se muda para um apartamento levando sua filha Ikuko com o objetivo de começar uma nova vida.

O apartamento estava praticamente perfeito, mesmo estando localizado em um prédio antigo, mas coisas estranhas começam a acontecer; enormes manchas de água e goteiras que não param.

Quando Yoshimi pede ajuda ao síndico, ele se recusa a fazer algo sobre o problema, e uma estranha aparição começa a assombrar as novas moradoras.

O Grito | Ju-on (2002)

Quando a assistente social voluntária Rika Nishina é encarregada de visitar uma família, ela acaba sendo amaldiçoada e perseguida por dois demônios vingativos que vivem no local: Kayako, uma mulher que foi brutalmente assassinada por seu marido e seu filho, o pequeno Toshio.

Toda pessoa que ousa entrar na casa é violentamente assassinada ou então desaparece misteriosamente.

O Chamado | Ringu (1998)

Quando a sobrinha da repórter Reiko Asakawa, Tomoko Oishi, morre repentinamente de parada cardíaca com uma expressão de terror em seu rosto, Reiko resolve investigar sobre o ocorrido.

Ela descobre que algumas amigas que passaram as férias com Tomoko morreram da mesma maneira. Reiko vai até a cabana onde as adolescentes ficaram e encontra uma fita de vídeo amaldiçoada.

Reiko pede ajuda ao ex-marido Ryuji Takayama, e quando seu pequeno filho Yoichi assiste a fita, ela inicia uma corrida contra o tempo a fim de combater a maldição que se manifestará no sétimo dia.

Noroi: A Maldição | Noroi (2005)

Um documentarista de eventos paranormais investiga sobre um mistério envolvendo uma antiga entidade demoníaca conhecida como kagutaba, mas acaba desaparecendo misteriosamente.

Porém, ele deixa uma fita que contém todo o trabalho de seu documentário, que é extremamente pesado e intenso.

Sustos é que não vão faltar nesse filme japonês de terror.

Filmes japoneses de romance

Filmes japoneses de romance
(IMDb/Reprodução)

Os japoneses também sabem criar cativantes histórias de amor, com diversos filmes românticos que emocionam o telespectador.

Tada, Kimi wo Aishiteru (2006)

Makoto, um jovem tímido sai de fininho durante a Cerimônia de Entrada para a faculdade e acaba conhecendo Shizuru, uma moça sorridente e fofa, com uma aparência e comportamento meio infantis.

Os dois se tornam amigos, e Shizuru logo se interessa por Makoto. Ela passa a segui-lo pela faculdade, e por querer estar sempre com ele, decide aprender sobre fotografia, que é o hobby de Makoto.

Porém, Makoto acaba se interessando por sua bela colega de classe Miyuki, que é mais bonita e desenvolvida.

Apesar de triste, Shizuru decide apoiar os dois, mas diz a Makoto que um dia ele irá se arrepender por não tê-la escolhido.

Certo dia, ela sugere tirar uma foto de Makoto e Miyuki se beijando na floresta para participar de uma competição de fotografia. Eles fazem isso, e então Shizuru desaparece da vida de seu amado.

Ai no Mukidashi (2008)

A história do filme segue Yu, um garoto de família católica que tem um pai obcecado por pecados e confissões.

Para chamar a atenção de seu pai, Yu se transforma em um pecador, se tornando um especialista em tirar fotos por debaixo da saia de mulheres sem que elas percebam.

Por causa de sua “mania” e de suas apostas com seus amigos, Yu acaba conhecendo Yoko, uma menina traumatizada que sofreu abuso de seu pai, e por isso odeia os homens.

Ele se apaixona por ela, porém, seu caminho também se cruza com o de Aya Koike, uma “pecadora original” que passa a gostar dele por causa de seus atos questionáveis.

Ima, ai ni yukimasu (2004)

Após a morte de sua esposa Mio, Aio Takumi vive uma vida tranquila ao lado de seu filho Yuji. O garotinho ainda se lembra da promessa feita por sua mãe, que disse que voltaria para ele e seu pai na estação das chuvas.

No primeiro aniversário da morte de Mio, Takumi e Yuji estão caminhando pela floresta quando, de repente, encontram uma mulher ensopada de chuva. Essa mulher é muito semelhante a Mio, porém não se lembra quem é ou por que estava ali.

Confusa, a mulher aceita ir a casa de Aio, e a vida da família aos poucos vai voltando ao normal. No entanto, as coisas se complicam novamente, quando o diário de Mio revela segredos de seu passado e de como seu marido e filho terão que se despedir dela novamente dentro de seis semanas.

Love Letter (1995)

O noivo de Hiroko Watanabe, Itsuki, morreu há dois anos quando estava praticando alpinismo e sofreu um acidente.

Enquanto olha o anuário escolar dele, Hiroko fica extremamente triste, e decide escrever uma carta para seu falecido amado usando seu antigo endereço.

Ela imaginava que a carta jamais chegaria ao seu destino, mas, surpreendentemente ela recebe uma resposta, não do falecido Itsuki, mas de uma mulher com o mesmo nome que o conheceu na escola.

Um relacionamento entre as duas se desenvolve quando elas continuam trocando cartas e compartilhando memórias e acontecimentos sobre a vida do alpinista.

E aí, qual desses filmes japoneses você pretende assistir primeiro?