Curiosidades Cable

Nathan Summers, o Cable, um mutante viajante do tempo, apareceu pela primeira vez nos quadrinhos da Marvel Comics há mais de 28 anos e, desde então, coleciona inúmeras histórias, muitas delas de difícil entendimento mesmo para os fãs dos X-Men ou do próprio herói.

As aventuras de Cable envolvem diversas viagens temporais, perdas, traumas pessoais, retcons e muita, mas muita ação. Ele não era um personagem tão conhecido pelo público em geral até pouco tempo atrás, porém isso mudou quando o herói foi anunciado em Deadpool 2 – um dos melhores filmes de 2018 -, despertando o interesse dos fãs do primeiro filme solo do Mercenário Tagarela após as cenas pós-créditos.

Listei abaixo algumas curiosidades e partes da confusa história (até para o padrão dos quadrinhos, que por si só já são complicados) de Cable; confira.

15 fatos curiosos sobre Nathan Summers, o Cable

Criação e primeira aparição

New Mutants Vol. 1 #87 - A primeira aparição do Cable
(Marvel Database – Fandom/Reprodução)

O personagem Cable, codinome de Nathan Christopher Charles Summers – ou apenas, Nathan Summers -, apareceu pela primeira vez em “Uncanny X-Men Vol. 1 #201” (janeiro de 1986) como um bebê. Já sua aparição completa como o mutante que conhecemos hoje, aconteceu em “New Mutants Vol. 1 #87” (março de 1990). E ainda, antes disso, o viajante do tempo teve uma pequena participação especial em “New Mutants Vol. 1 #86” (fevereiro de 1990).

Ele foi criado pelos quadrinistas Rob Liefeld e Louise Simonson, e ganhou sua revista solo em maio de 1993: “Cable Vol. 1 #1”.

Cable é filho do Ciclope

Cable é filho do Ciclope
(Bacon Side/Reprodução)

Como o nome de Cable já sugere (Nathan Summers), ele é filho de um dos mais importantes mutantes do grupo X-Men, Scott Summers, o Ciclope, que se casou com Madelyne Pryor em uma época que Jean Grey havia sido dada como morta, após se sacrificar para salvar seus companheiros e o universo da Força Fênix, uma das entidades mais poderosas da Marvel.

Mais tarde, foi revelado que Madelyne era, na verdade, um clone de Jean, e isso fez com que Ciclope se apaixonasse rapidamente por ela por causa da semelhança, mas, quando a verdadeira Jean retornou, o relacionamento dos dois se desgastou e eles se separaram (na verdade, Scott abandonou sua esposa e filho).

Seu nascimento foi planejado pelo Sr. Sinistro

Sr. Sinistro e Cable
(Gentlemen of Leisure/Reprodução)

O nascimento de Cable já havia sido premeditado pelo Sr. Sinistro muito antes de ele acontecer, envolvendo um longo estudo sobre as linhagens da família Summers e uma complicada história de viagem temporal de Scott e Jean ao passado.

O objetivo – e obsessão – de Sinistro era criar um mutante perfeito, poderoso o bastante para derrotar seu inimigo mortal (que um dia foi seu mestre e mentor), Apocalipse.

Depois de anos planejando, após a “morte” de Jean Grey, Sinistro viu uma oportunidade de realizar seu plano. O vilão então usou Madelyne, sua criação de anos atrás (sem que ela soubesse que era um clone), para conquistar Ciclope; os dois se apaixonaram, e os eventos seguintes os levaram a se casar e ao nascimento de Nathan Summers, que futuramente se tornaria Cable.

Sua mãe quase o sacrificou

Madelyne Pryor e Jean Grey
(Comic Books – Literature For the Masses/Reprodução)

Após a volta de Jean, Madelyne se sentiu traída ao ser abandonada por Scott, e isso a deixou muito triste e irritada. A situação piorou ainda mais quando ela descobriu que era apenas um clone criado pelo Sr. Sinistro, percebendo que sua vida sempre foi uma mentira, o que a levou a se aliar a inimigos dos X-Men e dos X-Factor – um grupo de mutantes recém-formado por Jean e Scott – em busca de vingança.

No arco Inferno, após unir forças como o demônio N’astirh, aceitando ajudá-lo em seu plano, Madelyne estava disposta a sacrificar seu próprio filho – assim como outros doze bebês mutantes – para criar um portal no limbo e liberar hordas de demônios na Terra.

Porém, ela foi impedida pelos X-Men e os X-Factor e, durante o combate final, por sua mente estar telepaticamente ligada a de Jean Grey, tentou se suicidar para que as duas morressem. No fim, apenas ela morreu; e Jean recebeu algumas lembranças de Madelyne que lhe fizeram desenvolver um instinto maternal por Nathan Summers.

Foi infectado pelo Apocalipse

Cable Bebê
(Amino Apps/Reprodução)

Não passou muito tempo, e o Apocalipse acabou descobrindo o plano criado por Sinistro para eliminá-lo. Determinado a impedir que Nathan Summers conseguisse atingir todo seu potencial quando crescesse, seus capangas sequestraram o bebê. Assim, o mutante o infectou com um Vírus Tecnorgânico, que transforma lentamente a carne do corpo de seu hospedeiro em tecnologia.

E foi enviado ao futuro

Cable (1993)
(MyComicShop/Reprodução)

Apesar de ser um viajante do tempo, Cable não nasceu no futuro, ele foi enviado para lá por causa do Vírus Tecnorgânico que foi injetado em seu corpo. Isso aconteceu porque Jen Askani, uma mulher membro do Clã Askani, viajou dois mil anos ao passado – sacrificando seu corpo físico a fim de se transformar em energia – e afirmou que a única maneira de salvar Natthan Summers era levando-o ao futuro – dominado pelo Apocalipse -, onde ele seria curado pelo Clã Askani e se tornaria um salvador quando adulto.

No entanto, o salto no tempo era apenas de ida e, embora relutante, Ciclope acabou aceitando esse fato, pois queria que seu filho tivesse a chance de sobreviver, mesmo que nunca mais pudesse vê-lo.

Foi clonado

Stryfe, o clone do Cable
(Universo HQ/Reprodução)

Quando Cable foi enviado ao futuro por Jen Askani, a líder do Clã Askani, Madres Askani – uma versão alternativa de Rachel Summers -, foi informada que o vírus já havia se espalhado e que o garoto poderia não sobreviver ao tratamento; então, ela o clonou, e o clone teve seu crescimento acelerado para sua idade se igualar a de Nathan Summers.

Algum tempo depois, o Clã conseguiu reduzir a infecção do vírus no clone e também perceberam que a criança ‘original’ sobreviveria. Porém, sua base foi atacada e o Apocalipse conseguiu pegar o clone – que ele acreditava ser o Nathan original, e assim continuou por muito tempo.

Apocalipse treinou o clone com o objetivo de um dia usar seu corpo, transferindo sua consciência e força vital a um novo hospedeiro quando seu corpo atual ficasse velho e fraco demais.

O clone foi nomeado Stryfe (também conhecido por Conflyto), e desde a fase adolescente lhe foi ensinado a ser arrogante e cruel. Quando ficou mais velho, Stryfe se tornou um tirano e um dos maiores inimigos de Cable, o perseguindo por diversas linhas temporais.

Stryfe já tentou matar o Professor Charles Xavier se passando por seu “irmão”, foi o responsável pela morte da primeira esposa de Cable, pelo sequestro de seu filho, que se tornou um vilão, e várias outras atrocidades contra a vida do viajante do tempo.

(A primeira aparição completa de Stryfe aconteceu na mesma HQ em que Cable apareceu de forma completa pela primeira vez em sua fase adulta: “New Mutants Vol. 1 #87”, e ele foi um dos antagonistas do capítulo).

Fundador da X-Force

X-Force Vol. 1 #1
(Marvel Database – Fandom/Reprodução)

No final dos anos 80 e início dos anos 90, o público começou a ficar saturado com os quadrinhos dos Novos Mutantes – que tiveram uma grande queda em sua popularidade e, consequentemente, nas vendas -; então os editores decidiram que era hora de desligar a maioria dos membros do grupo e criar um novo; assim surgiu a primeira geração da X-Force, que foi fundada pelo viajante do tempo Cable – que também era o líder dos Novos Mutantes.

A X-Force apareceu pela primeira vez em abril de 1991, na HQ “New Mutants Vol. 1 # 100”, e ganhou seu próprio título em agosto do mesmo ano, como título “X-Force Vol. 1 #1”. Originalmente o grupo foi formado pelos mutantes:

  • Cable (Nathan Summers)
  • Míssil (Samuel Guthrie)
  • Shatterstar (Gaveedra Seven)
  • Boom-Boom (Tabitha Smith)
  • Apache (James Proudstar)
  • Feral (Maria Callasantos)
  • Domino (que na verdade era Copycat (Vanessa Carlysle) infiltrada no grupo)

Inicialmente, a X-Force foi considerada um grupo terrorista, pois atacava grupos que poderiam colocar em risco a humanidade de forma violenta, agindo com menos moderação que as outras equipes de heróis, pois seus membros acreditavam que a violência era justificada na busca por seus objetivos.

Foi enganado pela Copycat

Cable e Domino
(Uncanny X-Men/Reprodução)

Depois de se separar de Wade Wilson, o Deadpool, Vanessa Carlysle, a Copycat, acabou se tornando um mercenário, e foi contratada pelo traficante de armas Tolliver – que também era um viajante do tempo disfarçado – com a missão de vigiar Cable e a X-Force.

Tolliver sequestrou e trancafiou Domino (Neena Thurman) – que ficou presa por mais de um ano -, e então Copycat começou a se passar por ela usando seus poderes. Nem mesmo Cable e os outros mutantes perceberam que aquela não era sua companheira, pois Copycat não copiou apenas a aparência, mas também a personalidade, as impressões digitais e até o DNA da verdadeira Domino.

Com o tempo, Vanessa (na pele de Domino) foi se aproximando do grupo, e quando recebeu ordens de Tolliver para bombardear seu quartel-general, ela se negou e ajudou a equipe contra o vilão – ainda se passando por Neena Thurman.

Cable só soube que aquela era uma impostora quando descobriu o paradeiro da verdadeira Domino e a resgatou de seu cativeiro. Copycat fugiu e, algum tempo depois, Neena acabou perdoando-a.

Cable e Deadpool são melhores amigos

Cable e Deadpool
(Gizmodo/Reprodução)

Cable e Deadpool, o Mercenário Tagarela, têm uma coisa em comum, a criação dos dois passou pelas mãos de Rob Liefeld, um dos homens mais polêmicos da indústria dos quadrinhos (odiado por uns e amado por outros).

Suas personalidades são bem diferentes, enquanto Cable é extremamente sério e marrento, o Deadpool é um cara irritante com muitas vozes em sua cabeça e, por causa disso, os dois protagonizaram grandes lutas e divertidas aventuras.

Inicialmente, eles eram inimigos, tanto que a primeira missão do Mercenário Tagarela nos quadrinhos foi a de assassinar o Soldado do Futuro. Com o tempo, foram se acertando e se tornaram melhores amigos – embora ainda saíssem no tapa de vez em quando -, ganhando até mesmo uma HQ em dupla quando seus títulos solos foram cancelados: “Cable & Deadpool”, que foi lançada entre 2004 a 2008, com um total de 50 capítulos.

Cable também teve uma grande participação no jogo do Deadpool, que foi lançado em 2013, e já protagonizou algumas minisséries de quadrinhos com o Mercenário Tagarela.

Já participou de diversas equipes de heróis

Six Pack Marvel Comics
(Comic Vine/Reprodução)

Como já citado acima, Cable é um cara marrento e, por isso, na maioria das vezes, prefere trabalhar sozinho, mas isso não o impede de se unir com outras pessoas caso seja necessário. O viajante do tempo já fez parte de diversos grupos de super-heróis, alguns deles até mesmo como líder.

Entre alguns dos grupos que Cable já participou estão: Vingadores Secretos, Six Pack (fundador e líder), X-Force (fundador e líder), Novos Mutantes (já liderou), X-Men; entre outros.

Protetor do Messias Mutante

Cable e a Messias Mutante
(Pipoca Moderna/Reprodução)

Durante os eventos da saga “House of M” (“Dinastia M”), a maioria dos mutantes perdeu seus poderes por causa Wanda Maximoff, a Feiticeira Escarlate. Então, quando surgiu a primeira recém-nascida com o gene mutante após o Dia M, ela foi reverenciada por uns e temida por outros, que tentaram matá-la a todo custo, e só não conseguiram porque ela foi salva por Cable, que acreditava que aquele bebê era o “Messias Mutante”, destinado a salvar os mutantes e a humanidade de seu destino cruel.

Buscando mantê-la segura, Cable levou a garota ao futuro e serviu como uma figura paterna na vida dela. Lá, o viajante do tempo conheceu uma mulher chamada Esperança Summers e os dois se casaram, e assim o bebê mutante ganhou uma nova mãe, que infelizmente morreu baleada depois de alguns anos. Em homenagem a sua falecida esposa, Cable nomeou sua filha de Esperança Summers.

Com Esperança, Cable soube novamente como era ter uma família, e chegou até mesmo a se sacrificar para que sua filha e seus amigos pudessem voltar para casa -, mas como dificilmente alguém realmente permanece morto nos quadrinhos, o Soldado do Futuro retornou novamente.

Cable é o Wolverine no Universo Ultimate

Ultimate X-Men # 75
(Comic Vine/Reprodução)

Na Terra – 2107, que é bem semelhante à Terra – 1610, o Universo Ultimate da Marvel, Cable não é Nathan Summers, mas sim James Howlett, o Wolverine.

Nesse mundo, James Howlett perdeu um de seus braços, seu fator de cura e vários de seus amigos na batalha contra o Apocalipse. Ele permaneceu lutando contra o vilão por algumas décadas até conseguir voltar no tempo com o objetivo de corrigir alguns erros do passado.

Essa versão do Cable foi criada pelos autores Robert Kirkman e Ben Oliver, e apareceu pela primeira vez em “Ultimate X-Men # 75” (dezembro de 2006), onde o herói lutou e conseguiu derrotar quase todos os X-Men, exceto seu “eu” mais jovem.

Depois de vários eventos e de uma longa batalha contra o Apocalipse, Jean Grey implorou à Força Fênix para ajudá-la a derrotar o mutante. Após obter a vitória, James finalmente havia concluído sua missão. Seu paradeiro depois disso é desconhecido.

Poderes e habilidades

Cable poderes
(Marvel Database – Fandom/Reprodução)

Cable é um dos mutantes mais poderosos que já existiu, sendo descrito como nível ômega, porém, por causa do Vírus Tecnorgânico, o personagem raramente pode mostrar a verdadeira extensão de sua força, pois, na maioria das vezes, precisa ficar concentrando seus poderes para suprimir o vírus.

O viajante do tempo herdou os extraordinários poderes telepáticos de sua mãe e a força e as rajadas de seu pai (em seu olho cibernético). Entre seus poderes mais notáveis estão:

  • Resistência sobre-humana
  • Agilidade Sobre-Humana
  • Destreza Sobre-Humana
  • Velocidade Super-Humana

Telepatia, que lhe permite usar:

  • Ilusão Telepática
  • Controle Mental
  • Explosões Psiônicas
  • Projeção Astral; entre outros

Telecinese, que lhe permite usar:

  • Alteração de Matéria
  • Espinhos Psiônicos
  • Alteração de tamanho
  • Cura Telecinética
  • Campos de Força; entre outros

Já entre as habilidades do personagem, se destaca o fato de ele ser mestre em combate, sendo especialista em diversos tipos de combate corpo a corpo e no uso de armas de fogo. Além disso, Cable ainda possui uma inteligência superdotada, pode se teletransportar, entre outras coisas.

Cable nos cinemas

Josh Brolin (Cable) em Deadpool 2 (2018)
(IMDb/Reprodução)

Nas telonas, Cable é interpretado pelo ator Josh Brolin, o mesmo que interpretou Thanos, o Titã Louco, em Vingadores: Guerra Infinita, que já é a quarta maior bilheteria de todos os tempos.

A primeira aparição de Cable nos cinemas aconteceu em Deadpool 2, com ele, inicialmente, sendo o antagonista. Um filme da X-Force que não teve data de lançamento anunciada até o momento, também deve entrar em produção em breve, e será ‘comandado’ pelo Soldado do Futuro e o Mercenário Tagarela.

Além dos dois personagens da Marvel, Josh Brolin também já interpretou o anti-herói Jonah Hex da DC, no filme Jonah Hex – O Caçador de Recompensas, de 2010, que foi um fracasso nas bilheterias.

E aí, o que achou das curiosidades sobre Cable?